article-1195827-058096DF000005DC-557_306x423 A polícia de Los Angeles está preparando um interrogatório que será feito para o médico particular de Michael Jackson,  Conrad Robert Murray (foto ao lado).

Essa decisão foi tomada após a polícia descobrir que minutos antes de sua morte, Michael havia tomado remédios para dor, que poderiam ter causado uma parada cardíaca.

Conrad afirmou que tentou reanimar Michael. Segundo ele, Michael estava tomando Demerol, para que se sentisse melhor fisicamente em seu primeiro show em Londres.

Na madrugada de sexta, o carro do Dr. Conrad foi apreendido pela polícia na residência alugada pelo cantor. A polícia acredita que o veículo pode conter pistas que contribuirão na investigação sobre as causas da morte.


Anúncios