imagemA polícia norte-americana está acusando o Dr. Conrad Murray, médico de Michael Jackson, por homicídio culposo, aquele que não tem intenção de culpa. Uma fonte disse ao site “FoxNews” que ele deverá ser preso nas próximas semanas. As autoridades de Los Angeles ainda pretendem revistar uma farmácia para reunir mais provas contra o médico.

Outra fonte revelou à publicação que Dr. Murray admitiu ter administrado o Propofol, anestésico usado em cirurgias hospitalares, ao cantor. O medicamento seria o responsável por causar a parada cardíaca em Michael, no dia 25 de junho.

imagem2Ainda de acordo com a publicação, outro médico será indiciado pela morte do “Rei do Pop”, o Dr. Arnold Klein. O dermatologista do astro pop será acusado por negligência médica. Os policiais ainda preparam o caso contra o Dr. Arnold.

Nesta semana, Dr. Murray divulgou um vídeo agradecendo o apoio de amigos e pacientes. “Eu fiz tudo que pude. Eu disse a verdade e eu tenho certeza de que a verdade prevalecerá. Deus os abençoe. E obrigado”, disse. O médico também revelou que está sofrendo ameaças e, por isso, parou de usar seus telefones e teme abrir seu email.