150_2835-dylon Nova imagem

Longe do grande público por quase três anos,  desde 2003, com a música “Deixa disso”. “Ô menina deixa disso, quero te conhecer, vê se me dá uma chance, tô a fim de você”, lembra? Felipe Dylon, hoje com 22 anos e com um visual diferente vai lançar um novo CD.

Felipe passou uma semana no NIP, clínica especializada em tratamentos psiquiátricos e de dependência química, na Barra. Mas ele nega que tenha a ver com drogas. “Fui a uma festinha e no dia seguinte acordei indisposto. Aí a minha mãe me levou para essa clínica de reabilitação para cuidar da saúde”, diz o cantor, que está ansioso para voltar a fazer grandes shows, já que sua última apresentação ocorreu no fim de 2006.

“É uma clínica maneira, de bom nível, o maior astral. Podia descer, dar uns rolés, tinha uma ótima cafeteria… Na real? Acho que foi bom para mim. Me cuidei durante uma semana em um spa irado, num lugar bonito, com um baita visual da Pedra da Gávea. Tinham pessoas da minha idade que eu podia conversar. Cada um (na clínica) tinha um motivo. Um tinha problema com drogas, outro tinha problemas psiquiátricos…”