Quem, ao assistir a um filme dublado, nunca ouviu a famosa frase: “versão brasileira Herbert Richers”?

Mas o que muitos não sabem é que Herbert Richers foi um importante produtor de cinema brasileiro que morreu nessa sexta-feira, no Rio de Janeiro. O produtor foi  velado na tarde de sexta, no Memorial do Carmo, na Zona Portuária do Rio, e será cremado no sábado (21).

Ele estava internado desde o último dia 8 na Clínica São Vicente, na Zona Sul da cidade. Ele sofria de problemas nos rins.

Herbert tinha 86 anos e nasceu em Araraquara, no interior de São Paulo e começou a produzir filmes em meados dos anos 50. Foram cerca de 60 filmes ao longo de sua carreira. Ainda nos anos 50 fundou a empresa que leva seu nome e começou na distribuição de filmes. Mais tarde, ela se transformou numa das pioneiras na dublagem Brasil e ainda hoje é uma das maiores no ramo no país.

 

Anúncios

0,,14520110,00A atriz Mara Manzan, de 57 anos, morreu de câncer no pulmão. Ela estava internada desde sábado (7) no Hospital Rios D’or, em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio, onde fazia tratamento. Sua última novela foi “Caminho das Índias”, como Ashima, uma indiana residente no Brasil.

Segundo o hospital, a doença estava em fase de metástase. A atriz faleceu às 8h15 desta sexta-feira (13).

A doença foi agravada, segundo ela mesma, por causa de um enfisema pulmonar causado pelo cigarro, que fumou durante 40 anos. Por causa do câncer, ela precisou deixar mais cedo a novela “Duas Caras”, onde interpretava Amara, para ser operada, e depois, já em “Caminho das Índias”, ficou algumas semanas afastada por causa da quimioterapia.

No último dia 5 de outubro, Mara escreveu um desabafo esperançoso em seu blog. “Hoje li uma frase do Neguinho da Beija-Flor que vale para todos nós: ‘só da gente ter direito a vida, é o suficiente para viver sorrindo’. Quero morrer bem velhinha, ver meus netos grandes e trazendo alegria ao meu coração para meus queridos fãs que estiveram o todo o tempo do meu lado, dizia a atriz.

733e096782O goleiro Robert Enke, de 32 anos, titular do Hannover 96 e que era da seleção da Alemanha, teria cometido suicídio atropelado por um trem, informou a Polícia.

Segundo fontes da Polícia de Hannover, o incidente ocorreu por volta das 18h25 locais (15h25 de Brasília) em uma ferrovia nas imediações da cidade, do norte da Alemanha.

O falecimento do jogador foi anunciado há pouco pela publicação alemã “Der Spiegel”, mas sem grandes detalhes. Para Martin Kind, presidente do Hannover 96, a notícia foi “terrível”.

Enke não vinha jogando pela seleção por conta de uma infecção intestinal e também não tinha sido chamado pelo técnico Joachim Löw para os amistosos com Chile e Costa do Marfim, em 14 e 18 de novembro. No entanto, Löw deixou claro mais de uma vez que contava com o jogador para o grupo que disputará o Mundial de 2010.

Oito vezes chamado para a seleção, Enke nasceu em 24 de agosto de 1977, em Jena, e começou a carreira no Carl Zeiss, de sua cidade natal, antes de defender o Borussia Mönchengladbach. Ele passou ainda por Benfica (1999-2002), Barcelona (2002-2003), Fenerbahçe (2003), Tenerife (2004) e Hannover 96 (desde 2004).

Ele era casado e em 2006 perdeu sua filha Lara, então com dois anos, vítima de uma parada cardíaca.

Um carrinho com um bebê de seis meses caiu nos trilhos de uma estação de trem em Melbourne, na Austrália, e, por um milagre, a criança escapou da morte.

As imagens de uma câmera de segurança mostram uma mulher na plataforma. Ela está com um carrinho de bebê, conversando com outras pessoas.

A mãe, distraída, muda o carrinho de posição. E só percebe muito tarde quando ele deslizou para os trilhos. Desesperada, correu para tentar salvar o filho, mas o trem chega antes.

Foram momentos de angústia e apreensão. O vídeo não mostra, mas a criança de apenas seis meses sobreviveu. Como o trem estava reduzindo a velocidade para parar, o carrinho foi atingido e arrastado por 30 metros. Veja o vídeo abaixo:

jordaniaAs autoridades jordanianas investigam a partir desta qaurta-feira, 7, o que motivou um repentino aumento da temperatura até 400ºC em um local próximo a Amã, informaram fontes oficiais. O fenômeno ocorreu na terça-feira, 6, em uma área de quase dois mil metros quadrados na província de Balqa.

“O fenômeno foi descoberto por acaso quando ovelhas entraram no terreno enquanto estavam pastando”, disse o governador.

Sleimat contou que, de acordo com os pastores que cuidavam das ovelhas, os animais “foram completamente queimados e desapareceram”. As autoridades isolaram a área e retiraram os moradores do local, acrescentou o governador.

O chefe da associação jordaniana de geólogos, Bahjat Adwan, descartou a presença de qualquer atividade sísmica ou vulcânica na área.

O diretor do Conselho de Recursos Naturais da Jordânia, Maher Hijazin, informou que certos materiais orgânicos podem ter se juntado e reagido sob a superfície, gerando o inusitado aumento de temperatura.

Hijazin também destacou que há uma rede de água e esgoto que lança seus resíduos na região.

get Todo o romantismo de Patrick Swayze não está presente apenas nas telonas dos cinemas. O ator era um romântico incurável, e apaixonado por sua esposa, Lisa Niemi. Um prova disso é a carta deixada por Patrick para a mulher após sua morte, na última segunda feira, por causa de um câncer no pâncreas.

A carta estará no livro de memórias do ator, The Time of My Life, a ser lançado no dia 29 de setembro. “Sou grato por você ter escolhido me amar”, diz o texto.

“Eu sei que por sua causa eu me encontrei. Eu vi o homem que eu gostaria de ser. Você é minha mulher, minha amante, minha companheira e minha dama. Eu te amei. Eu te amo agora e te amarei para sempre”, continuou Swayze.

Além disso ele conta que viu Lisa pela primeira vez quando ela era ainda uma aluna das aulas de dança de sua mãe. “Todas aquelas meninas estavam tendo aulas com minha mãe e eu costumava dar uma olhadinha. Era como estar em uma loja de doces. Ela (Lisa) não caía nas minhas cantadas. Nós passamos metade dos nossos encontros em silêncio porque ela não falava comigo e achava que eu estava atuando.”

patrick_swayze2O ator Patrick Swayze morreu nesta segunda-feira, aos 57 anos, após uma batalha de quase dois anos contra um câncer no pâncreas. O ator de personagens memoráveis estava ao lado da família na hora de sua morte.

Patrick lutava contra um tipo letal de câncer pancreático desde de janeiro de 2008.

“A quimioterapia é um inferno na terra, não importa como você a represente”, disse o ator na época, em entrevista ao jornal “The New York Times”. “Como você faz para promover uma atitude positiva quando todas as estatísticas dizem que já é um homem morto? Você vai trabalhar”.

Os maiores sucessos de Patrick foram os filmes “Ghost” e “Dirty Dancing”. O Pombo achou algumas fotos dos filmes para ‘refrescar’ sua memória, veja:

ghost7.

swayze

“Patrick Swayze foi, sem dúvidas, um artista talentoso e apaixonado que tocou a sensibilidade do público em todo o mundo.”