114Em 2010, a permanência do técnico Vanderlei Luxemburgo ainda é incerta na Vila Belmiro, ao comando do Santos. Tudo depende da reeleição do presidente Marcelo Teixeira. Mas se no presente o futebol é o tema central dos pensamentos do treinador, em um futuro próximo o objetivo é ainda mais audacioso: construir uma carreira na política.

O mais curioso é o local escolhido para a estreia nesse novo universo, o Estado de Tocantins. Em entrevista à Folha de São Paulo, Luxemburgo revela que se filiou ao PT da região por questões político-ideológicas e fala sobre sua afinidade com o presidente Lula.

– Tenho amizade com o Lula, que foi o petista que mais evoluiu. Se você pegar o Lula de anos atrás e pegar o de hoje, verá que evoluiu na ideologia política, algumas coisas que tomava com radicalismo no partido foram mudando. Isso mostra que o PT evoluiu – defende o futuro candidato.

1186370-4584-it2

O técnico Muricy Ramalho deixou o comando do São Paulo. Depois de mais uma eliminação da Copa Libertadores (pelo quarto ano consecutivo para um rival brasileiro), a situação do treinador ficou insustentável e o presidente Juvenal Juvêncio decidiu pela saída do comandante. Dirigentes e assessores de imprensa do São Paulo foram procurados para confirmar a informação, mas ninguém atendeu aos telefonemas.

Segundo uma fonte do time, que não quis se identificar, o treinador recebeu uma ligação do presidente são-paulino para uma reunião em que foi decidida a sua saída.

Muricy Ramalho estava no comando do São Paulo desde o início de 2006 e tinha contrato até 2010. Sob o seu comando o São Paulo conquistou os últimos três Campeonatos Brasileiros e passou a ser o clube com mais taças do nacional. Porém, o treinador não teve êxito em campeonatos eliminatórios.